Home > TJSP > Portadora de LER/DORT receberá benefício acidentário

Portadora de LER/DORT receberá benefício acidentário

A 17ª Câmara de Direito Público do TJSP confirmou decisão de primeira instância que determinou ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) o pagamento de auxílio-acidente na quantia de 50% do salário de benefício, a partir da cessação do último auxílio-doença, a uma auxiliar de limpeza de São Paulo acometida de lesões por esforço repetitivo (LER/DORT).

A autora alegou que a síndrome reduziu sua capacidade de trabalho, verificada por perícia técnica, que apontou sequelas definitivas no membro superior esquerdo. A autarquia federal sustentou que a moléstia constatada não implica redução permanente da força para atividades laborativas habituais, portanto seria indevida a concessão de auxílio-acidente.

No entendimento do relator da apelação do INSS, desembargador Adel Ferraz, o laudo pericial deve ser acolhido por inteiro. “A lide foi bem dirimida, uma vez que as LER/DORT são de natureza ocupacional e afetaram de maneira parcial e definitiva a capacidade laborativa da autora, a justificar a concessão do auxílio-acidente, correspondente a 50% do salário de benefício, nos termos da Lei nº 8213/91, com as alterações introduzidas pela Lei nº 9528/97”, anotou em seu voto.

Os desembargadores Aldemar José Ferreira da Silva e Nelson Paschoal Biazzi Júnior também participaram do julgamento, que foi unânime.

Apelação nº 0006971-22.2012.8.26.0053

Fonte- Notícias- 24/3/2014- Tribunal de Justiça de São Paulo- http://www.tjsp.jus.br/Institucional/CanaisComunicacao/Noticias/Noticia.aspx?Id=22164

Leia também
TJSP e Governo de São Paulo lançam aplicativo SOS Mulher
Órgão Especial utilizará julgamento virtual em agravos internos e embargos de declaração
Torres que TJSP construirá são consideradas prioritárias na valorização do centro de São Paulo
Órgão Especial do TJ-SP aprova a criação de varas para crimes tributários