Home > TJSP > Torres que TJSP construirá são consideradas prioritárias na valorização do centro de São Paulo

Torres que TJSP construirá são consideradas prioritárias na valorização do centro de São Paulo

Portaria publicada ontem trará agilidade à obra.

O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, desde o início da gestão vem trabalhando para a regularização da documentação e para assegurar investimentos já realizados em gestões anteriores com a unificação dos cadastros do terreno da Rua Conde de Sarzedas, e respectivos protocolos do anteprojeto de arquitetura, comunica a publicação, ontem (20), da Portaria Municipal 049/19. O secretário de Desenvolvimento Urbano de São Paulo, Fernando Barrancos Chucre, em razão do Decreto nº 58.668/19, do prefeito Bruno Covas, incluiu por meio da referida portaria, obra relativa ao processo SEI nº 6068.2019/0001153-8 (construção dos novos prédios em imóvel localizado entre a Rua Conde de Sarzedas, a Rua Conselheiro Furtado e a Rua Tabatinguera) no Regime Especial de Atendimento Prioritário (REAP).

A inclusão no REAP da referida obra representa o reconhecimento de que se trata de projeto que valoriza o Centro da Cidade de São Paulo nos seus aspectos urbanísticos, econômicos e culturais e considera os projetos, ações e iniciativas da Administração Pública Direta e Indireta da União, do Estado e do Município.

As publicações consideram que as torres que abrigarão os gabinetes de trabalho dos desembargadores – obra que a atual Presidência pretende deixar em termos para as gestões que a suceder – exercem relevante papel indutor para o desenvolvimento econômico da área central, em especial do seu entorno. Também se deve considerar a economia que será feita pelo Judiciário paulista, decorrente dos gastos de locação de prédios de terceiros. Com essa iniciativa, o TJSP, pode, assim que possível, adentrar na fase de licitação do projeto executivo da obra.

Comunicação Social TJSP
[email protected]

Fonte- TJSP- 21/3/2019-
http://www.tjsp.jus.br/Noticias/Noticia?codigoNoticia=56133&pagina=1

Leia também
TJSP e Governo de São Paulo lançam aplicativo SOS Mulher
Órgão Especial utilizará julgamento virtual em agravos internos e embargos de declaração
Órgão Especial do TJ-SP aprova a criação de varas para crimes tributários
Voo cancelado gera indenização de R$ 12 mil